Clínica médica

Na sua clínica médica, a gestão financeira e fiscal é integrada? Veja quais são os benefícios e como você pode fazer para ganhar mais tempo e dinheiro.

Imagine ter à sua disposição, dentro da mesma ferramenta, a agenda do paciente da clínica médica seu prontuário, o quanto ele vai pagar pela consulta de acordo com o seu convênio, realizar o recebimento do valor, emitir a nota fiscal, tudo devidamente registrado no controle de caixa efetivo. E o melhor, produzindo relatórios financeiros, sem precisar juntar dados de diversas plataformas ou planilhas. Ótimo, não é?

Além desse benefício superprático, existem outras vantagens em realizar a integração da gestão financeira e fiscal a toda rotina da clínica médica — que você vai conhecer agora!

Siga com a leitura.

Conciliação financeira e fiscal da clínica médica

Na sua clínica médica, é necessário abrir o sistema médico para registrar os dados do paciente, a planilha para lançar o financeiro, o sistema do banco para emitir boletos e ainda o site da prefeitura para emitir as Notas? Com um sistema integrado, tudo isso pode ser feito no mesmo lugar! Os gestores ou funcionários responsáveis por este trabalho não precisam baixar manualmente cada item, pois um software moderno é capaz de conciliar todas as informações.

O resultado é a otimização de todos os processos de atendimento, financeiro e fiscal. O tempo que se ganha com a conciliação da gestão financeira e fiscal pode ser dedicado a outras atividades, principalmente para o melhor atendimento ao paciente.

Em relação ao Fisco, a clínica médica consegue gerir as notas fiscais emitidas com facilidade e de forma integrada aos demais controles gerenciais, contábeis e financeiros. Desta maneira, o médico ou gestor tem o controle à risca de tudo que foi emitido.

Conciliação das cobranças bancárias

O tempo que se ganha na emissão dos boletos pelo sistema integrado e principalmente com baixa automática dos boletos pagos usando a conciliação bancária, permitirão que outros processos administrativos recebam maior atenção, melhorando cada vez mais a gestão da clínica médica.

Emissão de Notas Fiscais (NF-e e NFS-e)

A garantia de que todas as informações fiscais da clínica médica estejam em dia com as exigências legais é outra vantagem. Assim, poderão ser emitidas notas fiscais de maneira transparente com o poder público municipal, sem que para isso seja necessário acessar outros sistemas.

Controlar a emissão de notas fiscais e consultar o status de cada uma delas se torna simples.

Controle financeiro e fluxo de caixa da clínica médica

Se você realizou uma consulta, é óbvio que o pagamento do serviço prestado tem que entrar no caixa! Mas, e quando ele não entra? Com a integração dos dados, o gestor da clínica médica tem ao final de cada dia, o relatório das consultas e de quem foi o profissional responsável pelo fechamento de caixa. Se faltou algo, ele já sabe em qual momento isso aconteceu.

Outro fator importante diz respeito aos atendimentos feitos por meio dos convênios com Planos de Saúde. O processo de faturamento e geração do TISS merece atenção especial. É mais comum do que se imagina ver a clínica médica não receber por procedimentos executados, devido ao “extravio” ou falta das guias devidamente assinadas. Este é um erro primário, mas muito fácil de acontecer quando não se tem um controle integrado entre a produção médica e o faturamento. Um bom software vai eliminar este problema!

Além de tudo isso, com o auxílio de um software de gestão de qualidade, a clínica que conta com vários profissionais médicos conseguirá gerenciar a produção individual de cada um, bem como os valores correspondentes aos procedimentos que devem ser pagos aos mesmos.

Os benefícios de um software de gestão

Para conquistar todos os benefícios, a melhor decisão é contar com um software de gestão qualificado. Os benefícios, entre outros, compreendem as seguintes ferramentas que vão facilitar a sua vida:

  • Controles financeiro e de caixa;
  • Fluxo de caixa integrado com as contas bancárias da clínica médica;
  • Orçamentos para os pacientes;
  • Registros de notas fiscais e recibos;
  • Rateio de faturamento em plano financeiro;
  • Controle de comissões dos profissionais comissionados;
  • Comandos de fácil acesso para “dar baixa” em contas a pagar e receber;
  • Demonstrativo de resultados (DRE);
  • Controle de estoque de medicamentos;
  • Geração de boletos bancários;
  • Conciliação de extratos bancários;
  • Emissão de Nota Fiscal (NFE e NFS-E);
  • Controle de contratos com os pacientes.

 

Por que criar várias planilhas de controle financeiro, pagamentos em dinheiro, cartão e até cheque, quando se pode integrar tudo isso e ainda estar seguro quanto à gestão fiscal? Se você trabalha desta forma na sua clínica médica, está na hora de rever os seus conceitos, automatizar os serviços e ganhar mais tempo e dinheiro. Conheça o software que pode te ajudar com tudo isso, é só clicar aqui.